O Desmatamento no Brasil

O Brasil é um país com uma diversidade natural riquíssima. Em toda extensão de nosso território, possuímos biomas variados, com fauna e flora tão particular a cada um, que os torna preciosos. São eles: a floresta Amazônica, cerrado, pantanal, caatinga, mata Atlântica e pampas. Estas riquezas naturais, no entanto, vêm sendo ameaçadas pelas atividades humanas desde a época de descobrimento.

Apesar de serem diferentes um do outro, nossos biomas têm algo em comum: todos sofrem agressões por ação dos homens. Uma das principais causas de degradação destes sistemas é o desmatamento, e, apesar de não ser novo, é extremamente prejudicial a todos nós. Focaremos no desmatamento que ocorre na floresta amazônica, mata atlântica e caatinga.

A Floresta Amazônica é a maior floresta tropical do mundo. Já foi considerada o “pulmão do mundo”, e nela também está localizada a maior bacia hidrográfica do planeta. Mesmo com inúmeras pesquisas e dados atestando a importância deste bioma, seu desmatamento vem crescendo em ritmo acelerado desde 1991. Os motivos são os mais diversos, sendo a primeira causa a expansão de centros urbanos, a exploração ilegal de madeira, principalmente as nobres, a atividade agrícola e pecuária.

Muitos não compreendem que a floresta é fundamental para o equilíbrio ambiental do planeta, e que sua devastação desenfreada traz prejuízos a todos. A Amazônia influencia o regime de chuvas de toda América do Sul, ela ainda ajuda na estabilização do clima global, na diminuição da poluição, e sua fauna e flora ainda são motivos de estudo para produção de remédios, por exemplo.

Outro bioma afetado pela ação humana de forma desastrosa, foi a Mata Atlântica. A devastação da mesma começou na época da colonização, e estima-se que atualmente haja menos de 12% de sua cobertura inicial. É a área de vegetação mais devastada do país. Apesar disso, continua sendo a uma das regiões mais ricas em diversidade biológica do mundo. Este bioma ainda é responsável por regular o fluxo dos mananciais hídricos, assegurar a fertilidade do solo, oferece controle climático, protege também as escarpas e encostas de serra e muito mais.

A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro, e ocorre na região nordestina. Apesar de não parecer, é o ecossistema semiárido com maior biodiversidade do planeta. O desmatamento nesta área ocorre normalmente pois a vegetação deste bioma é muito utilizada como lenha e carvão. A ação nesta região tem um efeito gravíssimo: a desertificação.

A remoção da vegetação deixa os solos expostos por longos períodos ao clima quente e seco, com pouca precipitação, tornando-os inférteis. Assim, o plantio é dificultado, há pouca produção de alimentos para a população e para os animais. A caatinga também ajuda na contenção do efeito estufa, e na manutenção do clima do nordeste, sua devastação também contribui para o desgaste do abastecimento de água, além da extinção de espécies de plantas e animais que só existem na região.

A preservação destes biomas é caso de urgência. Se o desmatamento continuar ocorrendo sem freios, o ecossistema sofrerá e toda a população sentirá os efeitos da degradação e desaparecimento destes sistemas. Por isso, temos de fazer nossa parte diariamente: buscar levar uma vida mais sustentável, procurar conhecer e ajudar causas que lutam para conservação do meio ambiente e cobrar de nossos governantes ações para a proteção de nossas riquezas naturais.

Imagem IPTU Verde

IPTU Verde

Já pensou em exercer cidadania, vivenciando hábitos sustentáveis e ainda obter um retorno financeiro? Com intuito de ajudar na sustentabilidade ambiental...

Romae